Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nosso site. Conheça nossa Política de Privacidade
Aceitar

Notícias do mercado imobiliário

Plantas dentro de casa podem melhorar o humor. Saiba o que a ciência diz sobre isso

Estudos mostram que elas influenciam a nossa saúde física e psicológica.
Para nós, a vegetação age como de forma restauradora



Por: Lala Tanmoy Das, The Washington Post



 



plantas-e-flores-deixam-ambiente-mais-leve



Ambiente da arquiteta Beatriz Quinelato para Casacor 2022/ Crédito:
Renato Navarro



Quando Hannan Braun se sentia estressado no trabalho, ele comprava uma
planta de presente para si mesmo. “A certa altura, acho que tinha bem mais de
cem plantas”, disse Braun, que morava em um estúdio e trabalhava na linha de
frente da pandemia em Boston, “mas nunca parecia bagunçado nem demais”.



Para Braun, as plantas dentro de casa têm sido uma tábua de salvação para
lidar com o estresse da residência médica durante a pandemia. Cercar-se de
vegetação exuberante sempre o acalmava, contou ele, e o ajudava a se sentir
rejuvenescido.



“As diferentes propriedades das plantas, como a aparência, o cheiro e a
sensação ao toque, nos afetam de muitas maneiras”, afirmou Mengmeng Gu,
professor associado de ciências hortícolas da Universidade do Texas. “Elas
podem ser gostosas ao toque, deixar o espaço mais perfumado e ser um colírio
para nossos olhos.”



Mas como e por que as plantas têm efeitos tão positivos sobre nós? Uma
pesquisa sobre as últimas décadas mostrou como dentro de casa elas influenciam
nossa saúde física e psicológica. Pessoas e plantas estão naturalmente
conectadas.



Os seres humanos têm uma conexão inerente com vegetação e outros seres
vivos, de acordo com o que é conhecido como a hipótese da biofilia, uma ideia
popularizada em 1984 pelo naturalista e escritor E.O. Wilson. Desde então, mais
de três décadas de pesquisas em todo o mundo confirmaram a hipótese e mostraram
que os ambientes naturais têm um efeito considerável no aumento das emoções
positivas e na diminuição das negativas.



 



“As pessoas afirmam, como senso comum, que estar na natureza as relaxa.
Dizem que a natureza as ajuda a se recuperar do estresse e das tragédias, que
estar em ambientes
naturais
 é um processo de cura. Agora sabemos que há uma base
sólida para isso”, ensinou Wilson em uma entrevista ao The Washington Post em
2015.



 



SATISFAÇÃO



Quando as pessoas começaram a passar mais tempo em ambientes fechados,
trouxemos pedaços do mundo natural para continuarmos nos sentindo conectados.
As plantas podem melhorar o humor rapidamente.



Nossa conexão com elas é tão forte que às vezes precisamos de apenas
alguns minutos na presença delas para já começarmos a nos sentir bem. 



Estudos descobriram que menos de 20 minutos são suficientes para nos dar
uma sensação de paz. Em um experimento, os participantes que passaram de cinco
a dez minutos em uma sala com algumas plantas se sentiram mais felizes e
satisfeitos do que aqueles em uma sala sem plantas.



Em outro estudo, os participantes se sentiram mais tranquilos e
positivos depois de passar 15 minutos em uma sala perto de uma planta alta
(cerca de um metro e meio) em comparação com outros objetos.



No entanto, Gu nos lembra de que “não é apenas ver uma planta que
melhora nosso humor tão rapidamente, mas os cheiros também podem fazer uma
enorme diferença”, embora os estudos sobre os efeitos das plantas nos sentidos
não visuais sejam limitados.



Se você passa horas a fio dentro de um escritório ou algum outro espaço
pequeno, as plantas podem trazer uma sensação de alívio. Em um estudo realizado
durante a pandemia, os participantes que tinham plantas em ambientes internos
experimentaram significativamente menos sintomas de depressão e ansiedade do
que aqueles que não tinham.



A presença delas levou ao sentimento de “estar longe” de demandas
sociais ou físicas.



Outros estudos mostraram que interagir com plantas suprime o sistema que
é ativado quando sentimos sinais de estresse.



Em um estudo, jovens adultos que passaram alguns minutos replantando e
transplantando vegetação dentro de casa relataram se sentir muito menos
estressados no fim da tarefa em comparação com colegas envolvidos em uma
atividade de computador.



Além disso, a pressão arterial dos participantes, após medições, estava
muito mais baixa entre aqueles que manusearam plantas, sugerindo que elas têm o
potencial de suavizar a resposta de luta ou fuga do corpo.



“As plantas também têm uma enorme capacidade restauradora”, observou
Melinda Knuth, professora-assistente de ciências hortícolas na Universidade da
Carolina do Norte. “Seja ao ar livre, como no quintal, ou dentro de casa, com
plantas em ambientes internos, a natureza pode nos ajudar a recarregar as
baterias”, lembrou a professora.



 



RESTAURAÇÃO



Quando nos concentramos em atividades exigentes por muito tempo, como
nosso trabalho, isso pode levar à fadiga mental e a emoções negativas, que
podem afetar nossa capacidade de atenção. Nessa situação, ver uma planta pode
gerar uma centelha de interesse, redirecionar nossa atenção e restaurar nossos
recursos físicos e mentais, uma ideia conhecida como teoria da restauração da
atenção.



Estudos constataram que o efeito “restaurador” induzido pelas plantas
tem um amplo alcance: renovando emoções positivas e aumentando a produtividade,
a criatividade e a capacidade de atenção.



É importante, no entanto, lembrar as advertências a muitos desses
estudos: alguns foram realizados
em ambientes altamente
 controlados e principalmente entre
estudantes universitários. Eles refletem situações instantâneas e não efeitos
de longo prazo.



E suas implicações no mundo real para um grupo mais variado de pessoas –
por exemplo, entre adultos mais velhos ou em ambientes de poucos recursos –
podem ser diferentes. 

12/07/2022